Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

omundodaervilha

omundodaervilha

22
Fev18

Os cheiros da feira

Ervilha

Adoro feiras, desde miúda que sou louca por elas.

Vivo num bairro tipicamente residencial, numa zona com 3 supermercados (e dois carissimo) uma frutaria turca que até ter mudado de gerência era fantástica, uma viagem de sabores, a esposa do dono, a dona,(pois ta claro) cozinhava iguarias turcas maravilhosas, um hummus maravilhoso, a cor, a textura o sabor, simplesmente fazia um pequeno desvia a turquia quando lá entrava, no caminho de casa.

Mas voltando ao mercado, está quarta uma vizinha falou me de um mercado no bairro mais abaixo, ou acima, aqui e  um pouco complicado estas definições (isto é plano).

Aventurei- me com o vizinho sexy a tiracolo (ele detesta estas coisas de feiras, confusão e muita gente a falar alto), e fui descobrir uma rua pintada de verdes, amarelos, vermelhos e mais uma catrefada de cores.

Não sei se só eu, mas na feira ás coisas cheiram melhor, (Por coisas quero dizer frutas, porque a relação com o desodorizante, deixa muito a desejar).

Trouxe um safio, com ar tenro e gordo, a batatinha pequenina, que pede forno mesmo ainda na bancada.

Nunca fiz safio, vou aventurar me com uma receita ( safio de cebolada com pimentos) retirada de um site na NET.

Mas o que eu gosto mesmo e de preparar o refogado, o que dá cor ao prato dá-me gosto e vida.

Adoro meter a mão no legume.

IMG_20180222_192635.jpg

 

19
Fev18

Folhas verdes

Ervilha

IMG_20180219_195024.jpg

Hoje é Espinafres, cogumelos, rebentos de soja ( aquelas misturas para wook) e muito leite de coco, tudo apimentado com especiarias variadas, faz as minhas delicias. 

Para quem não gostava de cozinhar creio que nao esta nada mal. 

Para acompanhar com macarrão.

Decididamente quando me apetece sou uma quarentona eterminada e cheia de energia, o unico problema é a falta de garantia que se mantenha amanha.

Programa de yoga bem catita de 30 dias , primeiro dia a falta de elasticidade e  bem notória.

Uma coisa é certa, gostava de manter o ritmo.

 

 

 

 

 

13
Fev18

Todos os meses uma semana de virar bicho

Ervilha

Mulherio, perdoem me mas eu sou daquelas que sofre de TPM, que fica rabugenta, faço filmes de fazer inveja ao Tarantino, era capaz de servir de tema a Agatha Christie. 

O piorzinho de mim sai cá para fora faminto, deambula pelos recantos mais negros da minha mente, descasca Mordor até as catacumbas mais vazias e negras da alma.

Nesses dias tenho acessos criativos, apetece-me escrever sobre tudo, os temas parecem chuva numa noite de tempestade, são imensos, todos vagos, humorados e outros sérios e cheios de teorias de gente crescida.

Passo da euforia, do idealismo e alegria para o mais macambuzia de mim.

E tá claro como boa louca que sou, afasto me do teclado, do telemóvel e qualquer coisa que sirva de instrumento a este ser vibratório e incendiário que me possui.

O meu vizinho é o desgraçado que suporta todas estas personagens, ele próprio já sabe quando o animal começa a querer sair e arranhar, delicadamente vai ganhando uma certa distancia, como o entendo. Se ele soubesse o que me vai passando pela cabeça ao longo do dia, das horas que nos separam, acho que mensalmente durante uns dias ia até a Gronelândia.

IMG_20180106_194951.jpg

 

 

 

 

02
Fev18

...

Ervilha

 

 

Isto dos comecos nem sempre é facil, normalmente encaro os inicios cheia de pica e ideias e aos poucos vai morrendo, a chama vai se apagando, raramente acabo algo que comecei, ups! Mesmo agora tinha um texto bem catirta em mente, cheio de energia e atitude e puf, varreu-se-me . Por um simples motivo, não tenho foto de perfil, nem sequer uma apresentacao e muito menos um blogue estruturado e todo riquiqui. Tão tolinha que aqui a mocoila é! Sempre acrei e acredito piamente nisso que escrever è uma coisa intima, um gesto pessoal, cheio de caricias e uma malicia doce, escrevo porque gosto, porque não sou do tamanho do mundo e preciso deitar ca para fora esta informacao/observacao/ patetice e outros djectivos, escrever é como fazer amor, nada de amassos numa discoteca ou na casa de banho de um local publico, mas aquele toque urgente de quem se entrega devagar, com presa de saborear, mas na espera para poder durar um pouco mais, fazer aquele amor que os olhos se cruzam e na gargante seca ,a tesao que transborada. Para mim isso é escrever e tal como o sexo, gosto de o fazer com amor, se não são meras palavras cuspidas num momento sem alma.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub