Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

omundodaervilha

omundodaervilha

23
Mar18

A pensar nos próximos 5 dias

Ervilha

IMG_20170709_145224002.jpg

 Faltam exactamente 5 dias para partir, carregar a " Olivia" e fazer estrada.

Estes dias que antecedem a partida são sempre de ansiedade e um nervoso miudinho, em parte porque tenho graves problemas de organização e o vizinho aventureiro também, logo sempre que nos fazemos a estrada é sempre um desafio.

Tal como ando a fazer cá por casa, minimizar e organizar, também quero transportar esses ideais para a minha relação com os mapas, GPS e curiosidades.

O problema maior consiste em " querer ir a todas", quero fazer trekking, aproveitar e perder me nuns spots urbex e ainda ter tempo para acabar o livro (que está a demorar uma eternidade a ler, por ser banal e desinteressante, mas livro começado é livro acabado), ainda quero ter tempo para mimar e muito a minha relação, que isto vidinha de hamster desgasta.

O difícil é escolher o local, que preencha todos os requisitos com a agravante de ser confortável para a cadela anti-social e de raça má (segundo os senhores da TV), que nos acompanha.

Ficarei pela Bélgica, mas por onde?

 

 

22
Mar18

carrapitos, papelotes e a Net

Ervilha

 

cqbelo.jpg

 

 Aqui me confesso, adoro fazer compras pela Net, nada de loucuras, bugigangas e pequenos prazeres compulsivos.

Como foi o caso dos papelotes, desde miúda que tenho um fascínio por eles. Cresci em Angola e creio que vem dai a minha vontade de ter papelotes e enrolar o cabelo. Na escola as miúdas da minha idade, da minha turma, as filhas dos amigos  dos meus pais e quase todas as raparigas " pretas, negras, de cor" ( saltem-me em cima os defensores das igualdades e bla bla bla, deixem-se de mer***s, que a t-t-shirt do macaco é o máximo e a mente da malta anda doente , mas isto fica para outras marés), até as minhas primas que tem carapinha usavam, na cabeça super coloridos elásticos com uns rolinhos de cabelo que ficavam super giras e eu roía-me de inveja.

Cresci com aquele cabelo delambido de branquela, que nem a bandolete se aguentava e escorria tipo manteiga derretida na torrada. 

Nunca mais tinha pensado nisso, sendo que fico derretida cada vez que os meus olhos passam por uma foto onde uns olhos enormes, uma cor de pele maravilhosa e uns " carrapitos" coloridos se manifestam.

Em Angola chama-se carrapitos, por cá conheço com nome de papelotes.

Mas descobri na net estas maravilhas chinesas em espuma ( aquela que se usam para os miúdos brincarem e não irem ao fundo nas piscinas), não resisti e nem chegava a 2€,  chegaram e ontem testei.

Complicado dormir com o som que faz cada vez que me virava na almofada, mas lá se passou a noite e o efeito foi maravilhoso.

Não só vivi um sonho de infância como fiquei com um cabelo bem giro e de efeito natural, nada daqueles canudos de cabeleireiro ( Ficam lindos a algumas pessoas, sendo que noutras faz me lembrar uma peruca de um filme inspirado em Luís V) ideias patetas a parte, adorei o efeito.

Vou repetir de certeza, mantendo o filho e o vizinho a distancia de olhares e gargalhadas e pior fotos!

IMG_20180322_085530.jpg

 

 

19
Mar18

Troquei a ida ao cabeleireiro por rolos fotograficos

Ervilha

  

IMG_20180320_110452.jpg

 

        

Nunca ando com dinheiro a sobrar e este mês decidi que ia tratar de mim, depois da esteticista iria ao cabeleireiro, para o "cortar as pontas", nada de mudanças radicais, nem grandes sambas.

Ia porque me apetecia cuidar de mim.

Ontem ao final do dia o vizinho fez me uma visita, não vinha sozinho, trazia na sacola três maquinas fotográficas, quais jóias da coroa.

Comprada na loja em 2° mão aqui do bairro, usadas, com ferrugem em alguns pontos, mas sempre eficientes na sua simplicidade e grandeza.

Não resisti, antes da loja abrir, lá estava eu, de vizinho a tiracolo, camião de entregas a porta, mais de metade das luzes apagadas e as portas escancaradas, entrei, um impulso, uma comichão na carapaça. Claro, fomos convidados a sair e esperar que a loja abrisse, na hora certa. 

Lá estavam elas majestosas, 10 ou 12 não sei precisar, trouxe uma Agfa box, linda, uma 3EHNT maravilhosa na sua mala de coro, mas a Agfa Clack, arrebatou-me, soube que era com ela que me queria iniciar.

Nesse mesmo dia, depois de alguns km a pé (nem sempre o que aparenta ser ali ao virar da esquina no google maps é), mas valeu a pena cada passo, finalmente uma loja que ainda tem rolos 120mm e faz a respectiva revelação dos negativos, terei que voltar para seleccionar quais aqueles que vou querer imprimir, todo o processo é demorado e nostálgico.

O rolo tem apenas 8 fotos, que devem ser tiradas o mais quietinha possível que eu consiga ficar, devo também lembrar-me de dar a manivela, para tirar a próxima foto, se não ficam sobreposta (ainda não percebi se gosto ou não da técnica), mas entre o tirar a foto e ver o resultado em papel leva cerca de 15 a 20 dias.

Escolhi um rolo a preto e branco e deixei outro a revelar, do anterior dono, surpresa!!!

Não pretendo entrar para a história como uma Vivian Maiers, apaixonei-me por cada foto todas as vezes que as vi, depois fui lendo a sua história, de misteriosa a sociopata, talvez traumatizada, maltratada ou simplesmente anti-social. Não me sinto fascinada pela história dela, como ou onde viveu, mas bebo as fotos, cada tom, cada expressão, aproveitou todas as oportunidades com criatividade, critica, apego e muita empatia.

Enquanto teclo estas palavras, descubro Heather Buckley, recente, jovem, colorida que me faz querer ver mais, ando com ela pela rua, adoro essa sensação.

Não creio ter o talento nato dessa Sra Smith, mas há qualquer coisa nas ruas, nas pessoas, não directamente as suas feições ou belezas e defeitos, mas os pequenos detalhes, as mãos cruzadas, o sinal no pescoço, adoro os pequenos grandes pormenores, creio que lhes devo chamar macro, mas não me quero perder ai, quero perder-me em todas as fotos possíveis.

(Se voltei a pensar no cabelo, só hoje de manhã, em que tamanha rebeldia me fez olhar para a tesoura!)

 

 

IMG_20180320_110344.jpgIMG_20180320_110501.jpg

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub